Educação integral

A educação integral pode ser compreendida como a formação do homem em sua totalidade. Transcende o processo formal de ensino, pois se assenta na realidade cotidiana e no saber social, entendido como o conjunto de conhecimentos, práticas, habilidades, ritos, mitos e valores que assegura às pessoas a sobrevivência, possibilita bons relacionamentos pessoais e sociais, uma vida produtiva adequada e atribui sentido à existência.

A abordagem da educação integral pressupõe circulação, experimentação e o desenvolvimento da espontaneidade e da criatividade. Favorece a formação de pessoas conscientes, preparadas para o exercício da cidadania,  que conhecem e participam da vida em comunidade, que valorizam a própria cultura, que respeitam o espaço público e a diversidade.

O GETEP procura em seus projetos valorizar educação formal e reconhecer que a escola não é mais o espaço único da aprendizagem. As ações nos campos da cultura, da assistência social, do esporte e do meio ambiente devem ser olhadas conjuntamente e compor projetos socioeducativos que proporcionem a crianças e adolescentes a ampliação do horizonte cultural, a inclusão digital, a consciência corporal e a consciência ambiental, todos saberes básicos para que qualquer pessoa possa pertencer efetivamente da sociedade no século XXI.